Como navegar pelo blog

Utilize os marcadores à direita para acessar o conteúdo do blog através dos temas. Se você está começando a conhecer o bumerangue agora, acesse o índice na barra abaixo para ler o básico (como arremessar, onde comprar etc.).

quinta-feira, 29 de março de 2012

Minibumerangue de pote de sorvete

Olá, bumeranguers!




O mais bacana do bumerangue é que você pode fazer diversos tipos para se adequar a diversas condições de espaço. Muitas pessoas adoram poder arremessar bumerangues dentro de suas próprias casas e criam os mais diversos modelos indoor. Aqui eu vou ensinar como fazer o modelo do vídeo acima, que eu mesmo criei e que possui várias vantagens:

  • Possui um alcance máximo de 3,5 m, podendo facilmente ser arremessando dentre de uma sala (casa, apartamento, colégio, escritório). Isso também elimina a preocupação com o vento, necessário para se arremessar bumerangues maiores;
  • É pequeno, então pode ser levado para qualquer lugar;
  • É fácil de arremessar, servindo para qualquer pessoa que nunca teve contato com bumerangues aprender;
  • É feito de material resistente, que não quebra nem amassa com os eventuais choques;
  • É fácil de fazer, precisando apenas de materiais fáceis de encontrar na maioria das casas;
  • É feito de material reutilizado, logo, ecologicamente correto;
  • Suas dimensões reduzidas e o fato de ser feito por asas cortadas separadamente e unidas por abas permite o melhor aproveitamento do material;
  • É uma excelente forma de divulgar o bumerangue (eu sempre tenho alguns na mochila para distribuir entre os curiosos).

A única desvantagem é que, por ser muito leve, este bumerangue não pode ser arremessado em lugares abertos, pois o vento não vai deixar que ele voe corretamente. Mesmo assim é muito divertido sempre ter um desses por perto.


FABRICAÇÃO

Você  vai precisar de uma embalagem de polipropileno (PP) com espessura entre 0,5 e 1 mm. A que usei foi um pote de sorvete de 2 litros, que tem em média 0,75 mm de espessura. Para saber se a embalagem é de PP, basta procurar por um símbolo como o da foto abaixo. 

O número 5 dentro de três setas formando um 
triângulo sempre indica que o material é PP.

Depois, desenhe as asas usando a planta abaixo (no fim da página você encontrará um link para outras plantas com designs bem diferentes). Você pode salvar no seu computador (clique para ampliar), imprimir, recortar e colar ao pote (o papel sairá facilmente depois, mas ficará por tempo o suficiente para você cortar as asas) ou posicionar a planta sobre ele e riscar usando um lápis de ponta macia (do tipo B ou HB) ou até marcadores permanentes (do tipo usado para escrever em DVDs). Não se esqueça de desenhar também a linha tracejada, é ela que usaremos para fazer o vinco (ver mais adiante). Como o bumerangue que mostro aqui é para destro, não se esqueça de inverter a planta antes de imprimir, se você for canhoto (sim, existem bumerangues para destros e bumerangues para canhotos). Inverta também sempre que as instruções se referirem a esquerda e direita.



Dá para aproveitar todos os lados, o fundo e a tampa do pote de sorvete, basta saber como posicionar as asas (em alguns potes é possível fazer até 15 asas, ou seja, 5 bumerangues). Talvez você ache mais fácil cortar as laterais primeiro do que riscar o pote ainda inteiro. As asas não precisam ficar perfeitas para o bumerangue funcionar corretamente (às vezes se perde um canto nas abas parte de baixo da asa, por exemplo), mas elas devem ser planas, então nunca use as partes curvas do pote.

Como aproveitar bem o pote.

Em alguns casos, as laterais do pote têm um desnível de mais ou menos 1,5 ~ 2 mm na parte de cima. Se você tiver um desses, basta fazer com que essa seja a parte de baixo das asas. Outros potes apresentam um desnível de menos de 1 mm, que pode ser ignorado.

Se o desnível for maior que 1 mm, basta deixá-lo na parte de baixo
das asas que o bumerangue funcionará perfeitamente.

Depois de cortar as asas, posicione-as encaixando as abas. Note que as asas apontam para o sentido anti-horário e que a linha do vinco fica à esquerda da asa que está apontando para as 12 h (no caso de um bumerangue para canhotos, as asas vão apontar para o sentido horário e a linha do vinco ficará à direita). Note que as asas não se encaixam perfeitamente e sempre ficará um pequeno orifício triangular entre elas.

Todas as asas apontam para o sentido
anti-horário.

De preferência, as abas de cada asa devem ser alternadas, sendo que a da esquerda fica por baixo da sua vizinha e a da direita, por cima (lembre de inverter se for para canhoto!).

Nenhuma asa tem as duas abas sobre as abas
das vizinhas, nem as duas embaixo.

Depois de posicionar as três asas, use pedaços de fita adesiva para segurá-las no lugar e grampeie as abas onde elas se sobrepõem. Como o plástico é mais resistente que papel, grampeie com bastante força para que o grampo possa perfurar as duas abas. Depois retire a fita adesiva.

O grampo deve ficar exatamente no lugar que as
abas se encontram.

Para evitar possíveis acidentes (Como furar a mão com a ponta do grampo. Não é nada grave, mas mesmo assim dói) e para evitar que as asas trepidem durante o voo (reduz a eficiência do bumerangue e ele pode cair antes de completar a volta), achate o lado de trás do grampo com alguma coisa dura (se você não tiver martelo, improvise).

As pontas do grampo à esquerda já estão 
achatadas, o que evita machucados.

Agora, pra terminar, é só fazer o vinco. Ele não é nada além de uma dobra na lateral da asa, mas é o principal responsável pelo funcionamento do bumerangue. Sem o vinco, o bumerangue não retornaria. Basta posicionar o bumerangue sobre a quina de algum móvel (a quina deve ser o mais reta possível) usando como guia a linha já riscada na asa. Depois, pressione com o dedo até o plástico ficar dobrado. Repita nas outras asas. Se você preferir, poderá usar a ponta de um alicate universal em vez da quina.

Pressione o máximo que puder, pois o plastico
sempre tende a voltar à posição original.

O resultado final é mais ou menos este.

 Note que o ângulo do vinco não é muito fechado.

O ângulo do vinco não pode ser muito aberto, pois o bumerangue fará um voo muito aberto e cairá muito na sua frente. Mas também não pode ser muito fechado, ou o bumerangue perderá giro e também não completará o voo. O melhor jeito de determinar o ângulo correto é testando, mas será algo parecido com o das fotos acima.

Agora um detalhe importante: o bumerangue possui um lado de cima e um lado de baixo. O lado de cima é aquele em que desenhamos a linha do vinco. Por exclusão o lado de baixo é o lado oposto (ou seja, o vinco  depois de dobrado deve apontar em direção ao lado de baixo do bumerangue). Para ajudar a identificar mais facilmente, você pode pintar ou desenhar a parte de cima do bumerangue com o marcador de DVD (só evite pintar a ponta das asas, pois a tinta pode manchar seus dedos quando você estiver arremessando). Por convenção, apenas a parte de cima do  bumerangue é pintada, pergunte a qualquer fabricante.

Você pode criar pinturas abstratas ou usar figuras
com os mais diversos temas.


ARREMESSO

Com o bumerangue pronto, é hora de aprender a arremessar. A primeira coisa que você deve aprender é que o bumerangue nunca é arremessado deitado. Mas ele também não é arremessado em pé. A maneira correta é segurá-lo inclinado, mais próximo da vertical, e com a parte de cima virada para você. O bumerangue deve então ser inclinado para a direita (se for canhoto, para a esquerda)

 Se você arremessar o bumerangue deitado, ele irá
subir, bater no teto e não voltará.

Se arremessar na vertical, ele simplesmente irá cair.

Arremessando inclinado, ele voará corretamente.

O jeito de segurar o bumerangue também influencia. A coisa mais importante no arremesso é fazer o bumerangue girar em torno de si mesmo. Aqui vão algumas dicas para facilitar e aumentar o giro que você coloca no bumerangue.

Coloque o bumerangue entre seus dedos indicador e polegar, fazendo uma posição de pinça, sendo que o dedo indicador deverá ficar dobrado. Procure segurá-lo o mais próximo possível da borda da asa, mas com segurança (eu brinco dizendo que quanto mais "nojo" você tiver do bumerangue, melhor será o arremesso).

Assim o bumerangue terá menos giro no arremesso. 

 Assim é possível colocar mais giro.

A segunda coisa a observar é a posição do bumerangue em relação à mão. É comum que os iniciantes posicionem o bumerangue muito para a frente. O ideal é que ele seja posicionado mais para trás, ficando praticamente sobre a mão (mas sem encostar nela).

Dessa maneira quase não dá para colocar giro
no bumerangue.

Assim é muito mais fácil colocar giro.

Por último, mas o mais importante, vem o movimento do pulso. Sem ele, todas as dicas acima são inúteis. Quando for arremessar o bumerangue, leve a mão para trás e depois a movimente para frente com força, "quebrando" o pulso. É isso que vai fazer o bumerangue girar. Lembre-se que o importante é esse movimento e mova o cotovelo o mínimo possível. Se o bumerangue subir muito e bater no teto ou cair muito à frente, tente arremessar com menos força. Se ele começar a voltar mas não completar o trajeto, tente  colocar um pouco mais de força. Iniciantes geralmente têm problemas em controlar a força e colocar mais giro, mas como um pouco de prática e perseverança conseguem ótimos resultados e fazem os movimentos com mais naturalidade.

E mais um detalhe: o bumerangue deve ser arremessado para a frente (em direção à linha do horizonte). Se você o arremessar para baixo, ele irá bater no chão ou descer, subir muito e cair antes de voltar a você. Por outro lado, se você o arremessar para cima, ele vai bater no teto ou subir, descer bastante e também cair antes de chegar em você.

Perceba que, embora o bumerangue seja arremessado quase na vertical, ele se "deita" durante o voo e chega até você na horizontal. Ele voará para a esquerda (no caso dos canhotos, para a direita) e para pegá-lo você vai usar as duas mãos, uma por cima e a outra por baixo do bumerangue, como que fazendo um sanduíche. Se ele vier em direção a seu rosto, não tente pegá-lo. Isso evitará alguns acidentes (Nada muito sério, o bumerangue é muito leve para causar ferimentos graves. Mas mesmo assim dói se acertar o nariz).

Depois de conseguir pegar todos os arremessos, você pode começar a brincar de pegar o bumerangue de formas diferentes (por trás das costas, por baixo das pernas etc.). Veja a vídeo aula de Trick Catch do Sandro Freitas para conhecer algumas. Você também pode tentar arremessar dois bumerangues de uma vez ou até mesmo fazer malabarismos mantendo sempre um bumerangue no ar. Se você tiver um amigo que também saiba arremessar, uma pequena competição pode ser divertida.


REGULAGEM

É possível regular o bumerangue pra mudar algumas características do voo. As regulagens são feitas a partir de torções e empenamentos e não são permanentes, pois o plástico geralmente retorna a sua posição inicial depois de um tempo, mas ainda assim vale a pena aprender:

Para fazer o bumerangue voar um pouco mais alto,
empene uma ou mais asas para cima.

 Para ele voar um pouco mais baixo, empene uma
ou mais asas para baixo.

Para fazer o bumerangue voar um pouco mais perto,
torça uma ou mais asas para dentro, como se
estivesse acelerando uma moto.


 Para ele o bumerangue voar um pouco mais longe,
torça uma ou mais asas para fora, como se
estivesse desacelerando a moto.


Além de divertido, esse bumerangue também pode ser educativo. Seria muito interessante utilizá-lo em oficinas de reutilização e reciclagem de materiais, por exemplo. Ou até mesmo em aulas de Educação Física. Se alguém fizer algo do tipo, envie um e-mail contando a experiência (de preferência com fotos ou link para vídeo no Youtube) e eu divulgo aqui no blog. Se alguém criar modelos diferentes, também sinta-se a vontade para compartilhar. Veja aqui outros modelos adaptados por mim.


REPERCUTINDO

Boas ideias DEVEM ser compartilhadas. Aqui vão alguns registros de onde essa ideia já repercutiu:

Atualizado em 29/04/12
O Flávio Moraes (São Carlos - SP) fez esse vídeo com o bumerangue que ele fabricou seguindo apenas as instruções acima. Obrigado por compartilhar, Flávio!


Atualizado em 15/05/12
O Anderson Do Vale (Mogi das Cruzes - SP) deu uma aula (literalmente) de como fazer e arremessar bumerangues de pote de sorvete. Foram mais de 200 exemplares de todas as cores possíveis. Obrigado pelo vídeo, Anderson!



Bons ventos a todos!
Ítalo Carvalho.


*Todas as fotos e imagens por Ítalo Carvalho, exceto quando especificado o contrário.

45 comentários:

  1. Show de bola!!!! Muito legal a dica. Farei com certeza!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ítalo, cada vez mais, suas postagens estão ficando melhores. Bem explicadas, ilustradas o melhor que eu conheço. Parabéns pela ideia de fazer, por demonstrar com tanta clareza e por dividir com a gente. Valeu. Abraço

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, com esse novo post, com certeza já é um forte candidato a melhor blog de bumerangue do ano de 2012 ;)

    ResponderExcluir
  4. Massa!!! Valeu garoto!

    Cleyton Rocha

    ResponderExcluir
  5. Cara, parabéns mesmo. Excelente trabalho este. Vou tentar fazer e ensinar minha filha a jogar.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Very nice. efficient use of recycled plastic.

    ResponderExcluir
  7. Pessoal, obrigado pelos elogios. Continuo trabalhando para fazer um blog cada vez melhor.

    Dave, my goal was achieve maximum efficience in using the plastic. I could have made the wings a little larger, but then the pot would be enough for only 10 of them (I can make 15 now). And thanks for your visit ;-)

    ResponderExcluir
  8. Parabens Italo ficou show de bola ou melhor show de bume...

    ResponderExcluir
  9. Amigo, sua página é muito legal... acabei de fazer o seu projeto de bumerangue com plástico de pote de sorvete e ele funcionou de primeira... Excelente! Estou fazendo um projeto de reciclagem na escola em que trabalho e seu projeto vai virar brinde para uma mostra de ciências no final de ano...Abraços. Tito Tortori

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, que maravilha! Se você tirar fotos (ou filmar) do pessoal arremessando na feira, por favor me mande algumas (ou o link, se você postar em algum blog), eu adoraria ver isso. Abração!

      Excluir
  10. o italo a medida tem que ser 9,5 por 4 porque eu achei bastante fino ou tem que ser a do site mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já dimensionei a imagem para 4x9,5 cm mesmo, basta imprimir que vai estar nessas medidas. Ele já funciona bem desse jeito, mas você pode fazer um pouco maior se quiser, mas aí o bumer voará mais longe.

      Excluir
    2. ítalo paraben eu fiz o eu so que eu não tenho caneta para marca mas o meu ta legal e ta igual ao seu obg pela ajuda o ibere thenorio e o baixaki tao fazendo e ensinado e eles tao falando muito de voçe nos vídeos

      Excluir
  11. Ola gente,achei que esse trabalho que o bumerssa fez foi muito bom,me promoveu amor ao bumerangue.Acho que o Italo Carvalho e o Thiago Lemos lançam estes bumerangues muito bem.Obrigado Bumerssa,muito obrigado,agora impreciono os meu colegas na escola kkkkk,acho muito bom esse esporte,passei a gostar quando vi que eu nao tenho habilidade alguma para bola,ai eu comecei fazendo bumerangue de origami,e hoje eu jogo muito bem, e so tenho 12 anos.Gaças a Italo Carvalho e Thiago Lemos hoje eu tenho habilidade em um esporte

    ResponderExcluir
  12. legal demais cara,eu fiz um e ficou muito legal,obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  13. cara nao tem outra coisa pra fazer o bumerangue nao é porque eu nao tenho pote de sorvete nem folha tem outra coisa alen doque eu falei !!
    ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro beduíno (sim, porque esse lugar que você vive deve ser um deserto, nem papel tem!),

      Esses materiais já são os mais básicos. Se você encontrar algum outro plástico de menos de 1mm, pode tentar adaptá-lo. Se você aumentar o tamanho das asas, dá pra fazer até em frasco de amaciante de roupas.

      Em último caso, dirija-se à civilização mais próxima de você e procure esses materiais por lá. ;-)

      Mas nem um papel cartão você tem por aí? Caixa de sabão em pó já serve...

      Excluir
    2. cara adorei o seu bumerangue eu q sou fá de bumerangue agra poso fazer todos os modelos q eu tenho aki em casa,mas agora poso jogar na rua,na frente da miha casa


      Excluir
  14. Olá Italo,
    Eu fiz esse bumerangue e confesso que ele é otimo, ao menos pra um iniciante e entusiasta como eu ele é de muita valia.
    Eu gostaria de tirar uma dúvida com você que é mais experiente, quando eu acabei de fabricar o bumerangue, eu fui logo tratar de lança-lo muitas vezes até aprender, e consegui bons resultados, só que no outro dia quando fui lançar, percebi que eu sentia uma dor ao estender o braço, a dor é localizada na parte de cima do cotovelo, ou a parte de baixo do biceps, mas a dor não é exatamente no biceps, é em algum outro musculo ao qual eu não sei o nome, gostaria de perguntar se isso é normal, ou se não for normal, o que eu posso fazer para corrigir esse problema, pois a dor é mais evidente quando tento lançar o bumerangue.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciano,

      Quando eu comecei a arremessar foi com modelos ao ar livre mesmo e doía não só braço, mas também pernas e costas de tanto correr atrás pra pegar ele. Isso é normal quando se inicia qualquer esporte e se exagera. Pra evitar isso, o melhor é fazer sempre alongamento antes de iniciar a atividade e não exagerar no esforço. Não sou médico, então não arrisco dizer nada para melhorar sua situação, só esperar um ou dois dia que a dor passa sozinha. Tem quem tome relaxante muscular, mas não o tipo de medicamento que se deve tomar sem orientação médica.

      Boa sorte e até a próxima.

      Excluir
  15. Respostas
    1. Legal, veja o vídeo em que eu arremesso no começo do post (eu tenho pelo menos um pouco mais de prática do que o pessoal do Tecmundo, hehehehe), vai tirar de vez a dúvida das pessoas que comentaram por lá que bumerangues não voltam ;-)

      Excluir
  16. eu fiz iqual e vuou um pouco!o que olve???????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não tenho como saber exatamente o que houve sem ver como está voando, mas se estiver perdendo giro antes de terminar o voo, você pode ter dobrado demais os vincos das asas. Ou você pode estar colocando pouco giro no arremesso. Se começar a voltar mas for pro chão sem perder giro, as asas podem estar empenadas para baixo, aí é só empenar pra cima.

      Excluir
  17. O movimento dos pulsos também é muito importante. Tente outra vez, usando o pulso como estivesse-o quebrando. Isso ajudará nos lançamentos.

    ResponderExcluir
  18. Será que pode fazer de pote de margarina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, deve ser bem fácil fazer com a tampa do pote. Você pode fazer basicamente com qualquer material. Mas quanto mais fino e mais leve for o material, menor o bumerangue deve ser. Tente reduzir a planta atá achar o tamanho certo. Mas perceba que quanto menor é o bumerangue, mais difícil é de arremessar: você tem que colocar giro sem colocar força, se não ele sobe de mais.

      Excluir
    2. Eu fiz com tampa de margarina, dessas que tem a tampa translucida, e funciona muito bem :-)

      Excluir
  19. valeu cara tava procurando a muito tempo e ainda consegui fazer perfeito
    pdc

    ResponderExcluir
  20. Fiz aqui em casa, funcionou perfeito! Muito legal continue com o trabalho! =D

    ResponderExcluir
  21. logosuidis 25 de seila de 2013 18:16

    o meu subiu 3 veses no armario :(

    ResponderExcluir
  22. eu nunca consigo fazer um e eu só doido por um

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, agora você pode tentar fazer um desses =)

      Excluir
  23. eu posso fazer o bumerangue com caixa de sapato?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas aí eu recomendo que você use uma das plantas que eu linkei nesse post aqui:

      http://bumerssa.blogspot.com/2010/04/minibumerangues.html

      Excluir
  24. Utilizei um material semelhante e resultou muito bem, parabéns pelo blog.
    Mas tenho uma duvida se eu aumentar o tamanho de cada uma das asas na proporção correta vou conseguir aumentar o alcançe?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Você pode até aumentar, eu já fiz uma asa do mesmo comprimento que o pote de sorvete. Ele até vai voar mais longe, mas se o material for muito mole, quanto maior a asa, menos eficiente ela vai ser e não vai completar o giro. Se o material for mais resistente, a asa maior vai gerar muita sustentação e o bumer pode subir muito e perder o rumo. Nesse caso o ideal seria fazer ela mais estreita, mas aí só testando na prática pra achar a largura ideal.

      Boa sorte!

      Excluir
  25. italo você pode me mandar um link de um video que ensina a arremeçar direitinho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Gustavo.

      O texto acima dá todas as instruções necessárias. Mas se quiser em vídeo, veja no Youtube o vídeo que o site Manual do Mundo fez (procure pelo nome do site + bumerangue, não é difícil achar).

      Excluir
  26. e se ele parar de girar no ar com o tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou você colocou pouco giro, ou dobrou de mais o vinco.

      Excluir
    2. como faz para colocar muito giro

      Excluir
    3. Treina amolecer o punho, é ele que coloca giro no bumer.

      Excluir
  27. eu posso fazer um com caixa de leite?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse modelo fica leve de mais. Pra fazer de caixa de leite a asa teria que ser bem mais larga e com duas camadas de caixa. Já fiz uns legais, mas foram modelos criados por outra pessoa e ela é encrenqueira, por isso nunca postei aqui como fazer.

      Excluir

Sugestões e correções são bem-vindas, mas seja educado (a): não use linguagem ofensiva ou ataque ninguém! Se sua única opção for postar como "Anônimo", peço que por favor inclua seu nome e cidade no fim do comentário.